segunda-feira, 19 de junho de 2017

Masterplan (2002)

por Paulo Neto

O panorama televisivo nacional no início deste século foi indelevelmente marcado pelos reality shows. Depois de três triunfantes edições do "Big Brother", um polémico "Bar da TV" e uns não tão bem sucedidos "Acorrentados", "Confiança Cega" e "Survivor", no início de 2002 seria legítimo perguntar quando chegaria o próximo programa-choque. E a 4 de Março desse ano, a SIC deu a resposta com o "Masterplan - O Grande Mestre".



"Masterplan" tinha a particularidade de ser o primeiro reality show da Endemol a ter a sua edição pioneira em Portugal, estando então previstas adaptações posteriores em outros países. A premissa do programa tinha algumas semelhanças com os filmes "EdTV" e "The Truman Show": dois concorrentes, um masculino e outro feminino, teriam a sua vida acompanhada por câmaras ao longo da sua permanência no programa. Cada um possuía um telemóvel, onde através de SMS, recebiam ordens do Grande Mestre para executar algumas tarefas e provas (estávamos portanto perante um antepassado da Voz do "Secret Story"), podendo sofrer alguma punição caso não obedecessem. Muitas dessas tarefas teriam como objectivo levar os concorrentes a explorar situações nunca antes vivenciadas (como por exemplo trabalhar por um dia num determinado ofício) e desenvolver potencialidades que eles não pensariam ter.
Além disso a cada semana, cada concorrente tinha o seu desafiador que interagia com ele. O público votaria então online e SMS num dos dois e consoante os resultados revelados a cada sexta-feira em directo, o/a concorrente continuaria no programa ou o/a desafiadora(a) tomaria o seu lugar. A apresentação esteve a cargo de Herman José nos directos e Marisa Cruz, que se estreava como apresentadora após ter feito sensação com o anúncio da revista Maxmen, nos blocos diários após o Jornal da Noite.
A duração do programa estava tentativamente prevista para ser de um ano, mas acabou por durar seis meses, de 4 de Março a 6 de Setembro.



Marisa Cruz apresentava os blocos diários


Os dois primeiros concorrentes foram Nelson Rodrigues, um estudante de 24 anos de Leiria e Gisela Serrano, uma lisboeta então com 29 anos e a trabalhar numa loja de telemóveis. Nas duas primeiras semanas, o programa limitava-se a acompanhar as vidas de Gisela e Nelson e às situações a que o Grande Mestre os sujeitava. Só a partir da terceira semana é que os dois começaram a enfrentar os desafiadores.

 
E sim, não há como o negar, Gisela Serrano foi a principal figura do programa e a razão pela qual ainda hoje as pessoas se lembram dele. Por isso mesmo, pretendo deixar ela para o fim e começar por falar sobre os outros concorrentes e desafiadores que ao contrário dela, caíram no esquecimento. O pior é que, uma vez mais, existe pouquíssima informação na internet sobre o programa pelo que mais uma vez tive de recorrer àquilo que consegui reter na memória sobre o "Masterplan". E não consegui encontrar fotografias da grande maioria dos participantes.

Uma das coisas interessantes sobre a competição em si foi as discrepâncias entre a competição feminina e a masculina, com a primeira a ser de longe a que causou mais impacto, tanto a nível de concorrentes como de desafiadoras. A vertente masculina foi bem mais discreta e entre Nelson Rodrigues e Gabriel Gonçalves (28 anos, Ermesinde), o concorrente que mais tempo resistiu, o posto principal masculino no programa foi passando sucessivamente a cada semana entre outros concorrentes. Recordo-me particularmente dois: Bruno Lopes (22 anos, Lisboa), filho de Virgílio, jogador do Sporting nos anos 70 e 80 e José Pedro aka Toty (28 anos, Carnaxide) que trabalhava em part-time como travesti. Os outros concorrentes que consegui apurar foram Miguel (24 anos, Matosinhos), Joaquim (24 anos, Lisboa), Guy (24 anos, Póvoa de Santa Iria), Vítor (23 anos, Tomar), Eduardo (29 anos, Vila Nova de Gaia) e Miguel Madureira (29 anos, Porto).

Gabriel Gonçalves


Vera Alves e Guy

A vertente feminina da competição acabou por ter somente quatro concorrentes. Após a desistência de Gisela Serrano, Sandra Leonardo (28 anos, Camarate) tomou o lugar sendo duas semanas depois sucedida por Vera Alves (22 anos, Leiria) e algumas semanas depois esta foi sucedida por Gisela Ildefonso (30 anos, Almada). Sim, houve outra Gisela no Masterplan e tão polémica como a original.
Aliás no final do programa, Gisela Ildefonso foi a vencedora, com Gabriel em segundo lugar, Nelson em terceiro lugar e Vera em quarto.

Antes de abordarmos por fim a Gisela Serrano, eis algumas coisas que me recordo sobre o programa.
- A primeira desafiadora de Gisela Serrano foi Raquel Broegas, que nesse ano também tinha participado em "A Ilha da Tentação" e que nos anos seguintes, viria a aparecer esporadicamente na imprensa cor-de-rosa, nomeadamente devido a um alegado romance com o célebre Dr. Tallon. Raquel Broegas conseguiu mesmo a proeza de ficar empatada com Gisela na primeira semana, continuando como desafiadora na semana seguinte, onde seria eliminada.
- Entre concorrentes e desafiadoras, aquela que eu me lembro de achar a rapariga mais bonita que entrou na competição foi a segunda desafiadora de Gisela Serrano, que se chamava Patrícia.
- Durante o concurso, foi revelado que Nelson tinha um crush por uma colega de curso chamada Vera e o Grande Mestre até tentou criar um romance entre os dois, mas a rapariga só o via como amigo.
- Em alguns dos programas em directo, esteve presente um pastor brasileiro (acho que da IURD) que incendiou a assistência com as suas acusações de imoralidade aos concorrentes e até mesmo aos envolvidos no programa.
- Antes de entrar como concorrente, Sandra Leonardo esteve no programa como membro da assistência e trocou algumas palavras inflamadas com Gisela Serrano.
- Gabriel teve alguns momentos escaldantes com uma stripper brasileira chamada Carol que lhe apareceu em casa sob ordens do Grande Mestre. Outro momento cómico foi quando ele e Vera tiveram de pernoitar juntos e esta passou a noite toda a queixar-se do chulé do rapaz.
- À parte o núcleo familiar de Gisela Serrano, o parente mais marcante do programa foi a avó de Gabriel, a Dona Nídia, uma adorável idosa que se notava ter uma forte ligação ao neto.
- Um amigo meu participou no programa como árbitro numa luta entre Vera e Gisela Ildefonso no Parque dos Índios em Monsanto. (Se alguém tiver em vídeo essa cena, ele gostava muito de ter uma cópia).    
- A mais marcante desafiadora de Gisela Ildefonso foi Isabel ou Becas, uma mulher orgulhoso dos seus quilinhos a mais e que tinha um namorado bem magrinho que ela decidiu, segundo contava, conquistá-lo assim que o viu.
- A entrada de Gisela Ildefonso foi logo a matar criticando logo Vera e a então desafiadora Mafalda (que ela chamou de "tonhó", palavra que Herman José amiúde repetiu).
- O momento mais polémico do programa (não relacionado com Gisela Serrano) foi o último directo onde uma altercação entre Gisela Ildefonso e vários dos ex-concorrentes acabou por se tornar bastante feia com muitas trocas de insultos, culminando no desmaio de Dona Nídia.
-  A certa altura, começou a haver uma vertente paralela do programa, com uma figura famosa a estar a ordem do Grande Mestre durante uma semana para angariar dinheiro por uma causa. A primeira concorrente VIP foi a própria Marisa Cruz. Outros como Maya, Kapinha e Maria João Simões (que é feito de si?) também participaram nessa vertente.
- O tema do programa era "Sigo A Viagem", escrito e produzido por Augusto "Gutto" Armada (o Bantú dos Black Company) e interpretada pelas gémeas Carina e Tânia Rodrigues que tinham participado no programa "Popstars" onde foram escolhidos os membros de girlband Non Stop. Carina e Tânia iniciavam então uma carreira de duo pop com o originalíssimo nome de Gémeas, tendo editado um álbum em 2003. Quem se lembra do refrão?

Sigo a viagem que me vai fazer mudar
Contigo a teu lado ganho asas para voar
Faço parte do teus planos, o teu caminho é o meu
Estás em todo o lado, vamos juntos tu e eu 




E eis-nos chegados à Gisela Serrano, aquela que também viria a ser conhecida como a "mulher-furacão". Desde praticamente o início do programa que Gisela roubou as atenções com o seu pêlo na venta e também o seu companheiro de então Luís Mendes, a sua mãe Dilar Relvas e o companheiro desta, conhecido como Quinquinhas, se tornaram rostos reconhecíveis. Para além das várias discussões com Luís, destacam-se a chinelada que deu a um stripper que foi a sua casa para lhe dar uma massagem e um alívio fisiológico numa piscina natural dos Açores. Mas claro que o ponto alto foi o seu confronto desenfreado com a desafiadora Sandra Leão. Esta lançou logo assim que surgiu no programa um ataque cerrado a Gisela, instando a agressões verbais e físicas, mas a situação culminou durante uma viagem até Peniche, quando as duas seguiam num carro com Luís. No advento do YouTube, essa cena foi um dos primeiros vídeos portugueses virais.

Sandra Leão





Gisela Serrano viria a desistir do programa no dia 1 de Junho de 2002, alegando cansaço e não querer enfrentar outra Sandra. Anos mais tarde, declarou que o fez porque lhe disseram que os resultados iriam ser manipulados para ela não ganhar, porque estava previsto que o prémio final fosse proporcional ao tempo em que o concorrente vencedor estivesse em jogo e o prémio final dela caso ganhasse estouraria com o orçamento. Em 2012, nos "Perdidos & Achados" Gisela ainda afirmou que nunca tivera uma relação com Luís, que era apenas um amigo, mas apesar do casamento de ambos durante o programa ter sido falso, a imprensa cor-de-rosa apurou que de facto houve um casamento real entre ambos após o fim do programa no Registo Civil. 
Gisela Serrano capitalizou a sua fama nos tempos que se seguiram, mudando-se para a TVI onde entrou no "Big Brother Famosos 2" e apresentando um efémero programa, "A Hora da Gi". Desde então. ela tem aparecido esporadicamente na televisão, como por exemplo em "O Poder Do Amor" e "A Quinta". Luís Mendes concorreu na quinta edição de "A Casa dos Segredos" com a sua actual esposa Cinthia, que estava grávida na altura. A Dona Dilar chegou a fazer parte de um painel de comentadoras do programa de Fátima Lopes na SIC. 


Após a edição portuguesa, o "Masterplan" chegou a ter edições na Holanda e na Suécia, mas ambas fracassaram. Especulou-se em 2003 um regresso com uma edição com famosos, mas nunca se concretizou.

Selecção de vídeos:


Gabriel vai a uma academia de hip hop


Vídeo promocional com Vera Alves e Miguel Madureira



Luta na lama entre Gisela Serrano e Carla, uma das suas desafiadoras

 

Bruno aprende capoeira


Strip-tease de Guy e Bruno, com aparição de Marko dos "Acorrentados" (vídeo sem som)



Excerto da participação de Maya (vídeo sem som)


Convívio dos concorrentes na festa de encerramento do programa



Genérico e excertos dos programa:

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...